sexta-feira, dezembro 22, 2006

subir na vida


Regresso ao mercado dos Congoleses, negoceio mais cartas e guias de marcha, vou-me habituando a não ter luz durante o dia, ao trânsito em fúria levando cabazes de natal da Sonangol. O álcool esgota por esta altura nos supermercados e fazem-se filas noite fora para abastecer os carros. Quem pode vai-se embora, quem fica prefere esquecê-lo. Ainda ontem ouvi tiros na rua. Boas festas.
Mas do 13º andar sem elevador onde fico por agora, Luanda parece uma cidade normal. Entro em 2007 já na Lunda. Até já.

3 comentários:

junior disse...

Manda um abraço à minha familia que encontrares por ai.

Anónimo disse...

Eu também vivo num 13º andar! que casualidade! isso deve querer dizer que este ano te vou visitar, não sei bem aonde porque tu não paras quieto!
Quando estiveres a olhar pela janela diz que eu também olho e nos vemos desde o 13º!
Besos Pirulí lindo

Sara Figueiredo Costa disse...

Ainda andas pelas alturas celestiais de Luanda ou já voltaste à base?

Bjs