quinta-feira, março 16, 2006

foucault reduzido à sua banalidade

"- This city is about power, man.
I know its rhythms and I can hear the power coming down on us.
- I hear ya. The question is who?"
Continuo na minha viagem imaginária à art-déco de South Beach. Este diálogo é tirado de um clip de Miami Vice (aqui). Se alguém se der ao trabalho de ver este clip de 4 m, reparem na forma como morre o segundo tipo. Já não se fazem cenas com este requinte.

3 comentários:

Tubbs disse...

São duas as coisas inesquecíveis do miami vice: as cores garridas, principalmente o cor-de-rosa; os sapatos mocassin.

filipe disse...

Sapatos mocassin tubbs? nunca tinha pensado nisso.

Miguel Caetano disse...

Quem diria que o Miami Vice tinha tanto a ensinar sobre o Foucault ;-)

Mas estou-me a lembrar que o produtor executivo da série, o Michael Mann, fez o melhor thriller de sempre: "Heat" (1995) com o Al Pacino e o Robert de Niro e onde o Val Kilmer também está magnífico. Esse é mesmo um autêntico ensaio sobre o poder, a vida e a morte.