segunda-feira, novembro 27, 2006

direitos e copyright


Conheço a dona desta barriga e sei que ela nunca lhe achou piada (à imagem entenda-se). E muito menos que uma Carla Tomás do Público tenha o copyright sobre a sua utilização. A partir de hoje vou passar a carregar recortes do jornal. Está aí o mail do blog, se o Público pagar a advogados para me chatearem por isto.

4 comentários:

Anónimo disse...

A dona da barriga pode limpar as mãos à parede. A seguir à imagem dos pseudo-fetos, esta imagem foi o maior contributo à campanha do não. Para a próxima podia tentar pensar, antes de aparecer fantasiada de palestinianos com calças de palhaço e barriga à mostra numa manif à frente de um tribunal. A burrice paga-se.

Danu Blau disse...

nem sempre é fácil controlar o que as câmaras dos fotógrafos andam a fazer. Mas que a barriga é bonita, lá isso é. E é um disparate dizer-se que esta imagem foi o maior contributo à campanha do não.

anónimo garcia disse...

esta frase, que também tem direitos de autor, foi o maior contributo à legalização do aborto na Alemanha. A burrice está em tentar menorizar as pessoas e poupa-las dos argumentos mais "extremistas". Tenha paciência!

Anónimo disse...

Olá! aquí a dona da barriga. Por acaso vi este post e achei muita piada, tenho pena no fundo que na altura da publicação desta fotografia não tivessem aparecido todas as barrigas que estavam junto com a minha nesse dia, éramos paí 8, com o lema escrito, injusto não é, de facto a norma moral vigente continua a dizer que a mulher tem de ser magrinha, mas ao mesmo tempo diz que não se deve mostrar e muito menos com verdades lá escritas.
Beijos pintados na barriga