terça-feira, janeiro 17, 2006

os meus amigos não são melhores que os teus

Aí para baixo, numa imagem que já foi retirada, fui acarinhado com uns quantos piropos do Sun Tzu. Só não os levo a sério porque levo muito a sério a minha amizade com ele. Que me queiram tratar como um jornalista, tipo Paulo Pena dos antagonistas na net, só pode ser entendido com uma reacção menos feliz provocada pela imagem que coloquei. Este episódio seria totalmente irrelevante se não fosse por dois motivos:

- Primeiro, porque me parece que o Sun Tzu está a levar muito a peito as críticas que me fez. Teria mesmo muita pena se esse fosse o caso.
- Segundo, porque pode servir de lição a quem quiser com isto aprender. Eu sou o primeiro a fazê-lo.

Por isso, e para que não fique nenhum mal-entendido, deixem-me dizer o seguinte:

1. Não acho que tenha descido de nível, como me foi dito. Limitei-me a replicar exactamente no mesmo nível de uma imagem que tinha sido colocada em antipaticas.blogspot.com. O post em questão criticava, entre outras coisas, a atitude picniqueira do bloco em Génova 2001. Num dos comentários a esse post, fiz questão de concordar com o ponto do Sun Tzu. Aparentemente, essa auto-crítica foi aproveitada para mais uma afinetadela no bloco, pois uma das ilustrações do post foi alterada para uma imagem de um tipo do bloco (tirada, ao que julgo, do Hi5) com a legenda "jovens do bloco em convívio". Disse que achava o uso daquela imagem de mau gosto e pedi que fosse retirada. Como o meu pedido foi - legitimamente - ignorado, coloquei uma imagem de uns tipos 'antagonistas' com a mesma legenda. Limitei-me a reproduzir o estereótipo para provocar a reacção que provocou.

2. Eu aprendo uma lição com isto. E essa lição tem a ver com o uso de imagens de terceiros para fins fora do seu controlo. Vamos lá ver: estou-me a marimbar para o 'jovem bloquista' que foi usado em antipaticas.blogspot, e é totalmente irrelevante aqui ser ou não amigo dele. Não acho que ele ficaria agradavelmente surpreendido, mas isso é com ele. O que me parece pouco razoável é a utilização em sítios públicos da imagem de pessoas que não são chamadas ao barulho para efeitos de crítica social. Pelos vistos, o Sun Tzu concorda comigo nisto pois ficou indignado quando viu os seus amigos retratados da mesma maneira neste blog.

3. Não quero comprar nenhuma guerra nem alimentar polémicas falsas. Na parte que me toca, este assunto morre aqui. Tenho é pena que não se tenha a capacidade de encaixe para assumir totalmente a responsabilidade daquilo que fazemos. E isso passa por perceber que na mesma medida em que ficamos indignados com a utilização de imagens de nossos amigos, outros terão razão para ficar assim quando acontece o mesmo com os seus próprios amigos. Bloquistas, antagonistas ou o que for, ninguém gosta de ver a sua imagem explorada gratuitamente. Como disse um 'jovem antagonista' em reacção à ilustração que pus: "nem tudo é publicável".

Por isso, seguindo os conselhos do Sun Tzu e do Xico Nhoca, I will get a life. Não quero dar lições a ninguém e este meu comentário não pretende ter ecos em lado nenhum. Já disse o que tinha a dizer e na parte que me toca, sou suficientemente adulto para não voltar a este assunto. Um beijo para ti Sun Tzu e até mais.

1 comentário:

Anónimo disse...

bela história sim senhor, só nao percebo a quem é que isso interessa ou quem é que te nomeou o guardiao moral da blogosfera