quinta-feira, janeiro 12, 2006

e porque as urnas fecharam hoje

era nele que teria votado. As urnas para emigras estavam abertas entre dia 10 e 12. Sendo um voto por correspondência, não se percebe porque raio me teria que deslocar até à embaixada em Washington para votar (o equivalente para um lisboeta seria ter que se deslocar a Paris), apesar de um cônsul - inútil - em chicago. E depois há consulados (Zagrebe ou Tunes) com apenas um eleitor (aqui). Mas a vida é assim, e não sou eu que vou ter que gramar com o cavaco nos próximos anos. Desculpem a falta de tacto, mas aguentem-se à bronca.

2 comentários:

Anónimo disse...

a sério que tinhas votado nele? quem diria!

Danu Blau disse...

desculpa lá ser tão coerente.